quarta-feira, 28 de abril de 2010

Fixação do novo salário mínimo Sector financeiro com maior percentagem de aumento

 Maputo (Canalmoz) – O Conselho de Ministros aprovou ontem a nova tabela salarial, a vigorar retroactivamente a partir de 1 de Abril corrente, em todo o país. A nova tabela salarial respeita o critério de distribuição por sectores de actividades económicas. Assim, o sector das actividades financeiras é o que beneficia de maior aumento, em temos percentuais. Em termos absolutos, o mesmo sector conserva a liderança, com salário mínimo fixado em 3 500,00 meticais. Em contrapartida, o sector das Pescas vai registar menor crescimento percentual, dado que o aumento será apenas de 7,3%, passando de 1 900,00 meticais mensais para 2 038 meticais.
Eis a nova tabela do salário mínimo, consoante os sectores de actividade:

Sector                                                Salário anterior (MT)    Salário novo (MT)    Aumento (%)
Agricultura                                               1 485,00                         1 680,20                 13,15
Pescas                                                    1 900,00                          2 038,70                  7,30
Indústria extractiva                                 2 015,60                          2 440,60               13,20
Indústria transformadora                     2 400,00                           2 607,40                 8,64
Distribuição eléctrica, água e gás     2 403,00                           2 662,20               10,78
Construção                                             2 214,00                           2 552,70               15,30
Actividade não financeira (serviços)  2 248,00                           2 547,70               13,33
Actividade financeira                             2 758,00                           3 500,00                26,90

Função Pública com salário especial

Os sectores da Administração Pública e da Defesa e Segurança, terão, numa primeira fase, um aumento de 9%, mas, com a introdução da política salarial, a partir de 1 de Julho próximo, o aumento vai engordar em função da localização geográfica do local de trabalho de cada funcionário.
Nessa perspectiva, os funcionários do Estado que estão colocados nos distritos e também na cidade de Lichinga terão um aumento adicional, que varia entre 10% e 50%, de acordo com as condições de desenvolvimento da zona respectiva. Estes dados foram revelados pelo porta-voz das sessões do Conselho de Ministros, Alberto Nkutumula.
(Egídio Plácido e Bruna Chabane, canal de Moçambique)

2010-04-28 08:16:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário